"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


22.7.17


Eu dei minha beleza e minha juventude aos homens. Agora dou minha sabedoria e minha experiência aos animais.

  Brigitte Bardot 
(photo Brigitte Bardot before and after)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

21.7.17


 hoje tive uma ideia na banheira, mas
por pouco tempo: infelizmente
não me apareceu no cérebro, como é habitual, mas sim à tona da pele
de modo que a água do chuveiro 
a levou ralo abaixo
dela restando apenas flocos de espuma 
e outra ideia irresistível
quantas não andarão por aí mergulhadas
nos esgotos nas estações de tratamento de água
(algumas bem precisam de ser desinfectadas)
sem mencionar rios riachos ribeiros mares 
e à conta de tudo isso
quantas ideias não bebemos 
num simples copo de água

 Bénédicte Houart
(photo Catherine Deneuve)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

20.7.17


Vagamundo 

Carrego cicatrizes
(...e quem não as tem?)
De algumas esqueço,
enquanto outras sangram
porque feitas de punhais-palavras.
A cada (a)talho, vago pelo mundo
para driblar esse mal
chamado coração.

 Graça Graúna 
(photo Greta Garbo)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

19.7.17


Tristeza em mim

No silêncio da palavra
te calo em mim

Na pausa da canção
te embalo em mim

No adormecer da razão
te desperto em mim

No rolar da lágrima
te expresso em mim

 Nancy Romanelli 
(photo Corinne Griffith)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

18.7.17


Quando estou em silêncio, não estou sem palavras, na verdade estou falando mais que o de costume. Só estou falando com a pessoa certa, estou falando com Deus.

  Cinthia Meirelles
(photo Loreta Young)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

17.7.17


 Há dias em que meus braços se cobrem de flores
e minha pele cheira a ervas penetrante
e me despenteio, me descalço,
e penso que tudo isto é coisa de loucos,
e eu gosto,
não imagina como gosto...

 Gioconda Belli
(photo Marie Doro)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

14.7.17


Amo-te com todas as letras
 Mas não sei como as usar 
Oiço-as em surdina 
Trémulas, receosas 
Em vez de as gritar!

  José Gabriel Duarte 
(photo Rudolph Valentino & Nita Naldi)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

13.7.17


No teu rosto 

No teu rosto
competem mil madrugadas

Nos teus lábios
a raiz do sangue
procura suas pétalas

A tua beleza
é essa luta de sombras
é o sobressalto da luz
num tremor de água
é a boca da paixão
mordendo o meu sossego

 Mia Couto
(photo Reta Shaw)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

12.7.17


 Onde não
tem mato
mas mesmo
assim folha -
estou.

Onde não
passa rio
mas mesmo
assim pássaro -
estou.

Onde não
bate mar
(coração)
mas mesmo
assim onda -
estou.

Onde não
pega fogo
mas mesmo
assim chama -
estou.

Onde não
chega gente
mas mesmo
assim vamos -
estou.

Aqui
Restou

Rodrigo Damasceno
(photo Brigitte Bardot)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

11.7.17


Oração natural 

Fique atento
ao ritmo,
aos movimentos
do peixe no anzol.
Fique atento
às falas 
das pessoas
que só dizem
o necessário.
Fique atento
aos sulcos
de sal
de sua face.
Fique atento
aos frutos tardios
que pendem
da memória.
Fique atento
às raízes
que se trançam
em seu coração.
Fique atento.
A atenção
é sua forma natural 
de oração.

 Donizete Galvão
(photo Mary Pickford)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

9.7.17


Eu tenho raiva à ternura. Eu tenho raiva de ter raiva à ternura. Eu tenho a doença da ternura por ter raiva. Eu tenho tudo excepto a ternura. Eu não tenho ternura e sofro de inveja de quem tem ternura. Eu já só tenho raiva. 

  Manuel Cintra
(photo Marilyn Monroe)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

8.7.17


sossego

uma chuva que não
cessa um canto

morno porta
retratos e xícaras

de chá

à noite gosto
de me deixar
doer

 Adair Carvalhais Jr.
(photo Monica Belluci)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

6.7.17


silêncio! 
 a dor dormiu... 
a saudade saiu...  
a alma repousa... 
coração serenou... 

 silêncio!... 
pise bem devagar, 
 não deixe acordar 
a dor que eu fiz dormir... 

  Maria Flor 
(photo Jeanne Moreau)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

4.7.17


Borboletas de veludo

Um bater de asas imperceptível 
que procura arrepios 
na eterna primavera dos sentidos,
flutuo de um quarto para o outro 
deixo pegadas 
é o amor que sua do meu corpo,
preenche esta casa. 
Horas, faço horas e roubo minutos 
que consumo a estar contigo, 
troco dias por noites 
e noites por uma vida.

Estelle Vargas 
(photo Kathleen Martyn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

3.7.17


J’aime passionnément à dire
 des vérités que d’autres n’osent pas 
 dire, et à remplir des devoirs que 
 d’autres n’osent pas remplir. 

  Voltaire
(photo Renée Perle)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

2.7.17


Cada momento passado juntos 
Era uma celebração, uma Epifania, 
Nós os dois sozinhos no mundo, 
Tu, tão audaz, mais leve que uma asa, 
Descias numa vertigem a escada 
A dois e dois, arrastando-me 
Através dos húmidos lilases, aos teus domínios 
Do outro lado, passando o espelho.  

Arseni Tarkovsky 
(photo Ronald Colman and Vilma Bánky)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

1.7.17


Tinha os olhos azuis, claros. Durante vários minutos, parece que só lhe vi os olhos e me agarrei a eles para poder respirar. Sorria, num rasgo cínico e macilento de quem sabe mais do que revela, de quem revela mais do que diz.

  Raquel Ribeiro
(photo Grace Kelly)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

29.6.17


Epitáfio

O cheiro de rosas velhas e tabaco
Faz-me recordar.
Há quase vinte anos
Que não te vejo
E prossegue o nosso meio amor.

Deixaste-me isto:
Esta mão, entreaberta, imóvel
Sobre uma colcha verde.
Coisa bastante para erguer
Alguns poemas de melancolia.

Tivesse eu então tocado em ti
Talvez um de nós sobrevivesse.

 Ian Hamilton
(photo Gary Cooper)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

26.6.17


O pior é acordar de manhã a pensar que nada pode ser igual agora e há que levantar e tomar banho e arranjar o café como sempre e ir trabalhar como sempre como se nada tivesse acontecido apesar de que aconteceu acabou chegou ao fim ‘é melhor assim’ e caminhas rua fora como um sonâmbulo a chocar com os transeuntes com os ardinas e sentas-te num banco de pedra sem saber se estás vivo ou morto é a mesma coisa porque a morte também pode ser uma mesa num bar dois martinis secos e um par de lábios vermelhos pronunciando palavras que caem como guilhotinas 

  Óscar Hahn 
(trad. A.M.)
 (photo Eiji Okada & Emmanuelle Riva)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

24.6.17


Sós a vida inteira

Há pessoas que nascem para serem sós a vida inteira. Eu, por exemplo. (...) Frequentemente me assusto, pensando que a vida vai acabar sem que eu encontre um grande amor ou uma grande amizade, ou mesmo uma grande vocação que justifique esse isolamento.

  Caio Fernando Abreu 
(photo Madge Bellamy)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

23.6.17


Libertação

Silêncio profundo... 

 Fechei a porta. 

 (Madeira morta 
Entre mim e o mundo)

  Luiz de Macedo
(photo Lillian Gish)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

20.6.17


Lolita

Lolita, luz da minha vida, fogo da minha virilidade. Meu pecado, minha alma. Lo-li-ta: a ponta da língua faz uma viagem de três passos pelo céu da boca abaixo e, no terceiro, bate nos dentes. Lo-li-ta. 

  Vladimir Nabokov 
(photo Sue Lyon) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

15.6.17


Ela é estranha. Gosta de espaço. De ficar quietinha pensando na vida. Mas, também gosta de abraço e conversas divertidas. Alguns acham que é metida. Um pouco esnobe. Mas, ela é tímida. Não sabe ser efusiva se não tem vontade. Mal sabe que o seu jeito é seu maior charme.

  Noemi Prates
(photo Leslie Caron)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

13.6.17


 Aos olhos de um apaixonado
Toda esquina é Paris, 
Toda janela um quadro,
Qualquer traço, Picasso
Um sorriso Mona lisa
Aos olhos de um apaixonado
Passarinho é Quintana,
Cama, paraíso
Qualquer adeus fim de mundo
Toda canção confissão
Aos olhos de um apaixonado
Todo sussurro, uma prece
Sessão da tarde, Felinni
Um rodopio, Fred Astaire 
Telefone é evento e todo dia, feriado
Aos olhos de um apaixonado.

 Andréa Beheregaray
(photo Mickey Rooney & Judy Garland

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

30.5.17


Pareço decidida, forte e corajosa, porque é isso que a vida me exige. Mas, confesso, por dentro sou outra. Sou sensível, indecisa. 
Sou quase uma estranha. 

  Bernie F. 
(photo Monica Vitti)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

27.5.17


Tenho pena que o meu pudor me tenha impedido sempre de ter tirado uma fotografia ao meu corpo nu, quando este era jovem e, mesmo sem perfume, era perfumado. 

  João Morgado
(photo Elizabeth Taylor)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

25.5.17


Um dia seus olhares se cruzam. Você sente uma coisa que nunca sentiu. Seu coração acelera. Seu corpo arrepia. Seu olhar ilumina. Sua boca fica seca. Sua barriga sente um frio interminável. Borboletas dançam uma dança bonita no seu estômago. O mundo de repente para por um segundo. E você pensa oi, sorte. 

  Clarissa Corrêa 
(photo Gregory Peck & Audrey Hepburn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

21.5.17


Livrai-me

Livrai-me das dores evitáveis,  
das decisões equivocadas, 
 dos amigos mal intencionados, 
da falta de saúde emocional, 
da falta de gentileza, 
da falta de escrúpulos 
e da falta de mim. 

  Cláudia Dornelles
(photo Lily Brayton)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

20.5.17


Hoje, estou mais madura e um pouco mais serena. Entendi que não tenho que provar nada, nem ficar tentando agradar sendo quem não sou. Eu sou essa que você está vendo e, sim, tenho falhas. E, sim, sou pura emoção. 

  Clarissa Corrêa
(photo Sophia Loren)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

18.5.17


Segunda Meditação

Alguém te sopra como se fosses um dente-de-leão. Nua, flutuas no escuro e não  sabes – o que é escuridão, ou luz, ou tu, ou existência. E no entanto as sementes dançam à tua volta, filamentos a caminho do nada. Talvez um caia em terra fofa. A probabilidade de germinar é extraordinariamente pequena, mas tudo flutua. Tudo junto és tu. 

  Ingmar Heytze
(trad. Maria Leonor Raven-Gomes)
 (photo Audrey Hepburn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

17.5.17


Amor

Recebe-me nos teus braços, eles são as profundezas, recebe-me nas profundezas; se me recusas agora, então mais tarde. 

  Franz Kafka
(photo Gene Kelly & Natalie Wood)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

16.5.17


Baú 

o que tirei do baú não eram mistérios
eram panos remendos algumas bijuterias
um urinol branco de ágata uma toalha de renda
um álbum antigo de pessoas desconhecidas
(mesmo que me reconhecesse em algumas fotos)
um cheiro de poeira a tesourinha da minha avó
a seringa de prata do meu avô
um disco de Carlos Gardel 
e El dia que mi quieras
um vestido vermelho e o perfume de uma noite
tirei de lá algumas vidas adormecidas 
em lembranças
e as ressuscitei na sala de jantar
ficaram cochichando rindo dançando
e eu sussurrando medos
o que tirei do baú não eram mistérios
mas o fechei com força a sete chaves
e era hora do jantar

Adriana Godoy
(photo Monica Vitti)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

12.5.17


Soma

Não discuto se sou feliz ou não. Mas de uma coisa faço por lembrar-me sempre: que nessa grande soma — a deles, que eu detesto — de tantas e tantas parcelas, não sou uma delas. Eu nunca fui contado para a soma total. 
Esta alegria basta.

  Constantin Cavafy 
(tradução de Jorge de Sena)
(photo Marguerite Courtot)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

11.5.17


para tudo

gostava de música e francês;
no oboé cantava a alma
no gato investia afectos

na piaf sonhava alto
com brel arrepiava a espinha
era assim a teresinha (?)

quién lo sabe lo siente
verano caliente y desnudo
teresinha pronta para tudo

 José Carlos Mégre
(photo Madge Bellamy)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

10.5.17


Desculpem, sou antiga. Gosto de andar de mãos dadas. E mais do que beijos e amassos, quero amor e continuidade. 

  Clarissa Corrêa
(photo Yves Montand & Simone Signoret)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

7.5.17


Não 

 “Sou feliz?”, indaguei a mim mesmo, e alguém dentro de mim respondeu: “Não”, “Por que não?”, retruquei, mas o outro ficou calado. Apurei os ouvidos e escutei a mim mesmo. 

Isaac B. Singer
(photo Charles 'Buddy' Rogers) 

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

6.5.17

Postagem de nº 2.000


Riso

Teve a coragem dos olhos enxutos
e do riso nos lábios.

Riso de cordas que estalam.
Riso de vendavais e incêndios.
Riso, onde soluçam naufrágios.

 Helena Kolody 
(photo Claudia Cardinale)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

5.5.17


 Menina apaixonada oferece 
um coração cheio de vento
onde quem quiser pode soprar
três sementes de sonho.
O coração da menina
ilumina noites escuras
como se fosse um farol.
É um coração como todos os outros:
às vezes diz sim
às vezes diz não
às vezes diz sim
às vezes diz não
e tem sempre uma enorme
fome de sol.

 Roseana Murray 
(photo Audrey Hepburn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

4.5.17


Inteiros

Sei que sou
meio 
previsível
meio 
explícita
meio 
simplória
meio 
inocente

Mas 
minhas outras metades
não são.

Rossana Masiero
(photo Brigitte Bardot)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

2.5.17

Aviso

Amigos, agora o blog também poderá ser visto no Facebook.

(https://www.facebook.com/Carinho-descrito-em-palavras-116828988883704/)

Aguardo sua visita!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

30.4.17


Encomenda 

Desejo uma fotografia
como esta - o senhor vê? - como esta:
em que para sempre me ria
como um vestido de eterna festa.

Como tenho a testa sombria, 
derrame luz na minha testa.
Deixe esta ruga, que me empresta
um certo ar de sabedoria.

Não meta fundos de floresta
nem de arbitrária fantasia...
Não... Neste espaço que ainda resta, 
ponha uma cadeira vazia. 

 Cecília Meireles 
(photo Katharine Hepburn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

27.4.17


Dor 

Peguei a dor pela mão,
A coloquei pra dormir,
Ela sonhou que era flor.

Era uma vez uma dor
que desabrochou
e sorriu.

Be Lins
(photo Jane Birkin)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

26.4.17


Sobre a limpeza 

 Eu comecei minha faxina. Tudo o que não serve mais (sentimentos, momentos, pessoas) eu coloquei dentro de uma caixa. E joguei fora. (Sem apego. Sem melancolia. Sem saudade). 
 A ordem é desocupar lugares. Filtrar emoções. 
 É fazer uma espécie de Feng - Shui na alma. 

  Fernanda Mello 
(photo Evelyn Nesbit)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

23.4.17


Resolução do dia 

Amanhã vou largar as calças, 
a pressa e os sorrisos falsos, 
enfiar o meu vestido preferido, 
o laço no cabelo solto. 
E visitar-te nos caminhos verdes da nossa ausência.

 Andreia Ferreira
(photo Lily Damita)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

20.4.17


Ando me distanciando e nem sei ao certo o que acontece. Já não sinto vontade de falar com muita gente. O bom é que muitos não percebem, assim eu não preciso perder tempo tentando explicar as razões pelas quais venho querendo fugir. Essas coisas são muito cansativas. 
Aliás, a maioria das coisas que envolvem pessoas são cansativas.

  Sean Wilhelm
(photo Jobyna Ralston) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

17.4.17


Abismal

Meus olhos estão olhando
De muito longe, de muito longe,
Das infinitas distâncias
Dos abismos inferiores.
Meus olhos estão a olhar do extremo longínquo
Para você que está distante de mim.
Se eu estendesse a mão, tocaria sua face.
Mas os cinco dedos pendem como um lírio murcho
Ao longo do vestido.

Aqui tudo é leve, silencioso, indefinido,
imóvel.
Não tenho mais limites.
Tornei-me fluida como o ar.
Seus olhos tem apelos magnéticos,
Mas estou abismada
Em profundezas infinitas.

 Helena Kolody 
(photo Catherine Deneuve)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

15.4.17


 Não me movo, 
quase não respiro, 
tento não existir, 
estou sem estar, 
sou paisagem, 
sou o nada dentro de tudo, 
sou um peixe a boiar no escuro, 
sou um pedaço de céu, 
uma nuvem, uma árvore, 
um agapanto em pranto,
 uma planta a secar num vaso, 
carente de água e de gestos de ternura.  

 Raquel Serejo Martins 
(photo Dolores Del Rio)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

14.4.17


A outra 

Quem é essa agora? 
Que dentro de mim 
Me assusta e me atrai 
Sorrateira ela sou eu 
Ou é alguma sombra 
Que me segue como bicho 
Rastejando nos calcanhares 
da minha alma 
Lá está, lá está 
Sabe tudo, faz tudo 
Eu sou apenas ferramenta 
Garganta pela qual 
Ela chama, chama, chama... 

Lya Luft
(photo Brigitte Bardot)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

12.4.17


Um beijo

Foste o beijo melhor da minha vida, 
ou talvez o pior... glória e tormento, 
contigo à luz subi do firmamento, 
contigo fui pela infernal descida! 

Morreste, e o meu desejo não te olvida: 
queimas-me o sangue, enches-me o pensamento, 
e do teu gosto amargo me alimento, 
e rolo-te na boca malferida. 

Beijo extremo, meu prêmio e meu castigo, 
batismo e extrema-unção, naquele instante 
por que, feliz, eu não morri contigo? 

Sinto-me o ardor, e o crepitar te escuto, 
beijo divino! e anseio delirante, 
na perpétua saudade de um minuto...

Olavo Bilac
(gif John Gilbert & Norma Shearer)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

8.4.17


Caiu a máscara... 

Não que ela usasse máscara
Na verdade, era mais uma pétala fina
Que encobria sua face
Face límpida
Olhos negros
Ela ficara nua diante seus sentimentos
A respiração agora era outra
O tom da voz também
E o corpo estava menos tenso
Acho que ela tirou a vida dos ombros...
E pôs de volta no coração.

Dafne Stamato
(photo Anita Louise)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...